Material didático para cursinhos populares

Desde 2017, o Equale, junto à Rede de Cursinhos Populares de Minas Gerais, identificou como uma das principais dificuldades dessas iniciativas a questão da falta de material didático. Nesse sentido, desde 2018, a ONG vem buscando parcerias para doações de materiais didáticos.

No último ano, conseguimos a doação de 300 apostilas provenientes de cursinhos particulares. Elas foram distribuídas ao Helena Antipoff, ao Doar Educa, ao Educar e ao EstudeVEST. Em 2019, recebemos a doação de mais 290 apostilas, que renovaram os materiais do Helena Antipoff, Doar Educa. Esse ano, as doações incluíram o cursinho Equalizar. Assim, garantimos suporte para professores e estudantes planejarem as aulas e os estudos.

Doação de materiais didáticos
Ana (Copresidente – Equalizar) e Lucas (Presidente – Equale), recolhendo as apostilas doadas para o projeto Equalizar (fevereiro de 2019)

Apesar disso, as doações não são suficientes para atender todo o público de estudantes, afinal, a rede possui mais de 1.300 estudantes. Nesse sentido, temos buscado outras possibilidades de apoio ao alunado. Duas se destacam: a construção de uma plataforma virtual de aprendizagem e a formação de um bazar de livros usados.

Material didático virtual

No primeiro caso, o Equale firmou importante parceria com a Open Digital Education (ODE), uma empresa francesa que oferece serviços de tecnologia na educação. Por meio de um projeto piloto, os cursinhos Equalizar, Humanizar e Lumo utilizarão um ambiente virtual de aprendizagem. Nesse ambiente, são compartilhados planos de aula, vídeo-aulas, exercícios, reportagens e outros materiais didáticos de uso aberto. Esse espaço, em 2019, foi oferecido gratuitamente aos cursinhos. Será um ano de experimentação e construção do ambiente de aprendizado, permitindo projetos futuros para a implementação em larga escala.

Em um contexto em que 80% dos estudantes possuem acesso diário à internet, entendemos que o uso das ferramentas online não só permite o uso de novas metodologias, adequadas à Educação Popular, como permite alcançar mais estudantes. Assim, o próximo desafio é alcançar os 20% que não possuem acesso regular à internet.

Bazar de material didático e livros

No segundo caso, o Equale está recebendo doações de apostilas e livros didáticos em bom estado de conservação. Os livros serão disponibilizados a estudantes que participarem de eventos da ONG por meio de bazares, a custos populares (de R$2,00 a R$5,00). Os recursos arrecadados serão destinados ao custeio de passagens de estudantes dos cursinhos populares ou ao sustento das atividades da ONG. Pessoas interessadas em fazer doações, podem enviar mensagem para o email contato@equale.com.br

3 Comments to “Material didático para cursinhos populares”

  1. Estao abertas ate o dia 11 de julho as inscricoes para a Turma do Ciclo Basico (TCB) do Cursinho da Faculdade de Economia, Administracao e Contabilidade da Universidade de Sao Paulo (FEA-USP). O valor da taxa de inscricao custa R$ 26.

  2. Muito bom seu texto!! vou enviar para meu primo, ele gosta muito desse tema!! beijos

    1. Legal! Muito obrigado pelo apoio, Júlio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *